top of page

Sobre

ESFERA Teatro Laboratório

Cópia de Cópia de A NOITE POUCO ANTES DA

O Grupo de Pesquisa ESFERA Teatro Laboratório é um grupo de pesquisa e criação, cadastrado no CNPq e vinculado ao Curso de Teatro da Universidade Federal de Uberlândia. Seu objetivo é criar obras de arte teatral que toquem a humanidade do espectador, despertando nele o sentimento, a reflexão e o desejo de beleza. É um chamado ao espírito.

Os procedimentos metodológicos para a criação teatral são aqueles elementos, aprendidos e continuamente estudados, do "Sistema de Stanislavski". Desejamos nos integrar a essa "família artística", conectar-nos com seus discípulos, alinhando-nos, como pudermos, a esta tradição da pedagogia teatral russa. Não de forma subserviente, mas com a consciência da necessidade de abertura e de crítica ao fazer dela as lentes pelas quais olhamos e abordamos nossa cultura. O método da "análise ativa" e do "etùde" se revela a cada dia profundamente eficaz como processo de criação.

Nessa linha, o teatro é encarado como uma missão a serviço da humanidade. Ao promover o acontecimento e o encontro entre palco e platéia, o teatro revela o artifício e a vida, o conflito e seu desenlace, a gama de emoções e sentimentos que capturam o ser humano, revelando sua face iluminada e sua face sombria.

A cultura do Sistema é mais do que uma prática teatral, é um modo de vida.

Diante disso, perguntamo-nos: "como nos apropriarmos desse Sistema, com seu pensamento e conjunto de valores para a formação do homem-mulher-ator-atriz brasileiros? Como lançar mão desse conhecimento para atuar de forma consequente dentro de nossa cultura brasileira, rica, colonizada, contraditória, muitas vezes submissa? Partindo do princípio de que a matéria prima nuclear do teatro é o homem e tudo o que diz respeito a ele; suas relações com o mundo, com o Outro e consigo mesmo, a metodologia mais eficaz será aquela que persegue a compreensão desse ser em suas múltiplas camadas e máscaras.

O Sistema de Stanislavski, por se pautar nas leis da natureza, propõe um olhar sensível sobre o homem e a arte do teatro, elevando ambos ao grau máximo de importância nessa existência. Os homens precisam ver a si mesmos no palco para aprender sobre si, sobre o outro e sobre o mundo. Aprender os sentimentos e a se situar na vida. O teatro tem uma dimensão utilitária, didática, terapêutica, mas o mais importante é sua dimensão existencial, sem jamais esquecer seu caráter de diversão.

Ao mostrar a imagem do tempo e da vida ou ao construir um mundo outro na cena, o teatro duplica a experiência do espectador, elevando-o acima de si mesmo: processo fundamental para se deixar habitar pelo mundo, para ampliar a presença de si e alargar o horizonte interno do Ser.  

Para que isso seja possível, é preciso muito estudo. É preciso investigar e experimentar a partir do estudo, da compreensão e aprofundamento dos elementos do Sistema, sem deixar de fora, transversalmente, o campo da filosofia, especialmente na figura de Peter Sloterdijk, filósofo alemão, que propõe respostas contundentes ao "drama esferológico” do homem contemporâneo".

O grupo de pesquisa funda-se assim também como um microcosmo aberto às influências, às contaminações e aos atravessamentos de variegadas esferas da realidade contemporânea como estratégia para refletir sobre a problemática do humano e sua relação com o cosmos, com o planeta, com a vida, com  o Outro, e consigo mesmo, tanto inserido num mundo internacionalizado quanto fechado em suas questões locais.

Nosso propósito é, por fim, lançar um novo olhar sobre as "subjetividades brasileiras" à luz das 'técnicas' e procedimentos do Sistema. Nesse sentido, o ESFERA deseja colaborar com uma  visão de obra teatral comprometida com uma busca do “humano” e do "espiritual", das tensões entre o "horizontal e o vertical"; e, por outro lado, fortalecer a  pesquisa em teatro a partir de sua especificidade e singularidade.

bottom of page